Câmera da linha Galaxy S20 gera processo para Samsung | Pocket News #191

Câmera frágil da linha S20 gera processo para Samsung

Nesta semana um processo foi aberto contra a família Galaxy S20 da Samsung, sob a acusação de que o seu módulo de câmera seria frágil demais e quebrava com muita facilidade.

Essa na realidade foi uma crítica trazida por muitos consumidores, mas a Samsung tentou jogar para debaixo do tapete e abafar o caso, só que agora não há mais escapatória.

O processo foi enviado pela empresa Hagens Berman, que alegou que a Samsung cometeu fraude e violações graves contra os direitos dos consumidores.

Como uma das evidências, eles apontam que as primeiras notificações sobre câmeras quebrando vieram logo após o lançamento dos aparelhos e têm se acumulado desde então.

O que chama mais atenção sobre esse caso é que a acusação aponta que muitos dos casos em que clientes tiveram as suas lentes quebradas, isso ocorreu mesmo com o aparelho dentro de capas de proteção da própria Samsung. 

Samsung Galaxy S20 Plus

Além disso, um assistente da Samsung chegou até mesmo declarar em um Fórum que o problema era causado pela forma que o aparelho foi montado e não por erro dos clientes, mas mesmo assim a marca persistiu em forçar os clientes a arcarem com os prejuízos ao invés de fazer um recall dos aparelhos e consertar o problema. Ah, esse conserto pode chegar a custar até $400 dólares.

Os aparelhos afetados por esse problema são Galaxy S20, Galaxy S20+, Galaxy S20 Ultra 5G, Galaxy S20+ 5G, Galaxy S20 5G, Galaxy S20 Ultra/LTE, Galaxy S20 FE, e Galaxy S20 FE 5G.

Se você estiver com um aparelho desses que foi comprado nos Estados Unidos, você terá direito de entrar no processo.

Se você está com um desses aparelhos atualmente, fique atento, redobre os cuidados. Não se sabe ainda a extensão desses problemas e eu acho que ninguém está afim de testar com o próprio bolso.

Jogos da linha Xbox com taxas reduzidas

É normal nos dias de hoje que as grandes lojas de jogos digitais ganhem uma parcela dos lucros dos desenvolvedores dos jogos.

Isso acontece porque elas geralmente oferecem uma plataforma em que os usuários tendem a criar relações que os estimulam a continuar comprando jogos desse local. Um grande exemplo é sem dúvidas a Steam.

No entanto, essas lojas muitas vezes acabam sendo acusadas de pedir uma parcela muito exagerada dos desenvolvedores, como os 30%/70% que é comumente visto no mercado. Agora a Microsoft quer ser uma empresa que foge desse padrão e oferecer valores mais amistosos aos desenvolvedores.

Interface Xbox
Interface Xbox

Ela não seria a empresa na vanguarda dessa atitude, no entanto, sendo que a Epic Games foi a pioneira nesse quesito, cobrando apenas 12% de taxa para os desenvolvedores, o que atraiu muitos para ela.

A Microsoft deve ter visto esse resultado com olhos brilhantes, já que nesta semana ela anunciou uma redução em suas taxas que irão se igualar a da Epic Games. No entanto, ainda não está claro se eles pretendem fazer o mesmo com as lojas do Xbox One e Xbox Série X/S no futuro.

De toda forma esse movimento pode trazer reviravoltas interessantes para o mercado de jogos, já que isso pode acabar gerando um movimento que eventualmente forçará todas as empresas a manter taxas de 12% para os desenvolvedores, o que poderá causar também redução para os valores para o consumidor final.

Total
1
Shares
Related Posts