Linha Redmi Note 10 global chega com preço competitivo | Pocket News #162

Xiaomi lança linha Redmi Note 10 Global

Nesta quinta-feira (4), a Xiaomi lançou os novos Redmi Note 10, Note 10 Pro e Note 10 Pro Max, os sucessores da linha Redmi Note 9, que chegaram com um preço bem competitivo.

Para começar, o modelo de entrada da família, o Redmi Note 10, possui tela AMOLED de 6,43 polegadas, resolução FHD+ e taxa de atualização de quadros de 60Hz. A tela ocupa toda a frente do aparelho, sendo interrompida apenas para abrigar a câmera frontal de 13 MP e conta com proteção Corning Gorilla Glass 3.

Na traseira, a empresa adicionou quatro câmeras, sendo que a principal foi equipada com sensor de 48 megapixels, já as outras contam com uma lente ultra-wide de 8 megapixels, uma macro de 2 MP e uma focada em profundidade de campo com 2 MP também.

Ele conta com um chipset Snapdragon 678 e GPU Adreno 612. Para a RAM e Armazenamento, que poderá ser expandido via microSD, a Xiaomi irá disponibilizar duas opções, uma com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento e outra com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Sua interface é um Android 11 com a MIUI 12, que tem sido bem recebida pelos consumidores da marca. Sua bateria é de 5 mil mAh com carregador rápido de 33 watts.

Já as versões mais completas são muito semelhantes. Ambos possuem tela AMOLED de 6,67 polegadas, resolução FHD+ e taxa de atualização de quadros de 120Hz. Em seu interior, eles contam com processador Qualcomm Snapdragon 732G e Adreno 618, que são suportados por uma bateria de 5.020 mAh, que também possui um carregador rápido de 33 watts.

Já para as câmeras Note 10 Pro conta com sensor principal de 64 MP, secundário ultra-wide de 8 MP, telemacro de 5 MP e um de profundidade de 2 MP. Já o Pro Max se diferencia apenas no sensor principal, que é de 108 MP no seu caso. Já a câmera de selfie, para ambos, será de 16 MP.

O Redmi Note 10 Pro e o 10 Pro Max oferecem certificação IP52, Android 11 com MIUI 12, proteção Corning Gorilla Glass 5 e serão vendidos em versões de 6 GB + 64 GB, 6 GB + 128 GB e 8 GB + 128 GB.

Em conjunto, a Xiaomi também anunciou o Redmi Note 10S, que será a sua versão global. Eles contam com processador MediaTek Helio G95, câmera principal de 64 MP, 6 e 8 GB de RAM. Também temos o Note 10 5G, que, logicamente, tem suporte ao 5G e possui tela LCD, com taxa de atualização de 90Hz. No seu caso o processador é substituído por um MediaTek Dimensity 700.

Em relação aos valores, temos por enquanto como comparar com os preços indianos.

  • Redmi Note 10
    • 4 GB + 64 GB: 11.999 rúpias, que é cerca de R$ 926 em conversão direta
    • 6 GB + 128 GB: 13.999 rúpias, que é cerca de R$1.080.
  • Redmi Note 10 Pro
    • 6 GB + 64 GB: 15.999 rúpias (R$ 1.235) + versão global: 279 dólares (R$ 1.561)
    • 6 GB + 128 GB: 16.999 rúpias (R$ 1.312) + versão global: 299 dólares (R$ 1.675)
    • 8 GB + 128 GB: 18.999 rúpias (R$ 1.466) + versão global: 329 dólares (R$ 1.843)
  • Redmi Note 10 Pro Max
    • 6 GB + 64 GB: 18.999 rúpias (R$ 1.466)
    • 6 GB + 128 GB: 19.999 rúpias (R$ 1.544)
    • 8 GB + 128 GB: 21.999 rúpias (R$ 1.698)
  • Redmi Note 10s
    • 6 GB + 64 GB: 229 dólares (R$ 1.281)
    • 6 GB + 128 GB: 249 dólares (R$ 1.393)
    • 8 GB + 128 GB: 279 dólares (R$ 1.561)
  • Redmi Note 10 5G
    • 4 GB + 64 GB: 199 dólares (R$ 1.113)
    • 6 GB + 128 GB: 249 dólares (R$ 1.281)

Não há previsão de lançamento deles no Brasil.

Carros Tesla chegam ao Brasil com plano de assinatura de R$ 15.960 por mês

Apesar de revolucionários, os veículos Tesla são raramente vistos no Brasil, algo que ocorre principalmente pelo custo e pela falta de infraestrutura no território brasileiro para acomodar carros elétricos.

Além disso, um dos principais fatores que assusta muitos compradores é a ausência de um suporte especializado no país, ou seja, você não tem quem possa arrumar ou fazer uma vistoria especializada no veículo, o que te deixa à mercê de problemas graves e ninguém tá afim de pagar caro pra ter dor de cabeça.

Porém, agora o Osten Group está tentando mudar isso com o seu modelo de assinatura, que irá garantir seguro, manutenção preventiva, assessoria e assistência 24 horas por planos que custam a partir de R$ 15.960 por mês.

Liandra Boschiero, gerente da Osten Fleet, segundo a Quatro Rodas, conta que o cliente pode escolher todos os detalhes opcionais e estéticos do Tesla que pretende alugar. Aí, cabe à companhia encomendá-lo no exterior e entregá-lo a quem o solicitou, o que pode levar de três a quatro meses para acontecer.

Em São Paulo, para apresentar o seu trabalho, a Osten deixou dois Model 3 em exposição no CJ Shops para quem tiver curiosidade de ver na prática as suas opções.

Por fim, é preciso ter, ao menos, 21 anos e dois anos de habilitação, assim como comprovantes de endereço e renda. O valor do serviço deles também sofre reajustes de acordo com as flutuações do dólar.

“Prezamos pela qualidade no atendimento e total customização dos nossos serviços, visando proporcionar maior segurança e tranquilidade aos nossos clientes”, indica a companhia.

No entanto, apesar de ser um bom passo inicial, está mais que claro de que esse recurso estará disponível na prática apenas para uma parcela bem pequena na população brasileira que possui recursos suficientes para assinar um plano desses.

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Related Posts