GamesTecnologia

‘Fortnite: Salve o Mundo’ vai ser removido do macOS | Pocket News #100

0

Epic Games vai remover “Fortnite: Salve o Mundo” do macOS

Já faz algum tempo que Fortnite virou protagonista em uma briga instaurada entre a Epic Games e a Apple Store, fazend com que a busca por lucros se transformasse em uma guerra comercial.

O conflito teve início em 13 de agosto de 2020, quando a Epic Games violou os termos de serviço da App Store, da Apple, o que acabou culminando até mesmo em processos que até colocaram a Google com a Play Store no meio.

Por conta da discussão, onde nenhuma das empresas está de fato afim de entregar o osso, já que se um dos lados ceder uma revolução na indústria poderá acontecer logo em seguida, uma vez que a Epic perdendo, ela terá perdido muito tempo e investimento para que nada no mercado mudasse, ou com a Apple e a Google tendo que abandonar as cobranças dos desenvolvedores de aplicativos que utilizam suas plataformas, podendo até permitir – como é o desejo principal da Epic – que outras empresas criem suas próprias plataformas.

No entanto, como a Epic não cedeu as ameaças da Apple, no final das contas eles tiveram a suas contas de desenvolvedores deletadas, o que iria impedir o desenvolvimento de aplicativos para as plataformas que utilizam os sistemas da Apple.

"<yoastmark

Assim, nesta semana a Epic anunciou que está impossibilitada de trazer atualizações para a versão de Mac do Fortnite: Salve o Mundo, fazendo com que ele se torne injogável a partir da chegada da atualização v13.40.

A Epic lamentou a situação em relação aos seus consumidores, permitindo o reembolso para qualquer pessoa que comprou o modo de jogo, para que eles não saiam perdendo por completo, porque assim além de serem incapazes de jogar, teriam perdido o dinheiro junto no processo.

Por outro lado, a Epic avisa que por conta da progressão compartilhada, os Heróis, Planos e Base dos jogadores permanecerão intactos mesmo que o jogo saia do macOS, com tais itens podendo ser acessados por qualquer uma das plataformas alternativas disponíveis.

De acordo com a Epic, todos os problemas gerados por isso são exclusivamente consequências das ações da Apple, que não quer voltar atrás de práticas abusivas de monopólio ao ponto de aceitar prejudicar milhares de consumidores para não perder seus privilégios. Ainda assim, a Apple está processando a Epic por quebra de contrato.

 

Amazfit Band 5 é lançada por US$45 com oxímetro e suporte a Alexa

A nova Amazfit Band 5 é uma versão levemente melhorada do Xiaomi Mi Band 5 contendo suporte para Alexa e sensor de níveis de oxigênio no sangue. A pulseira estará disponível para a compra na Amazon a partir do dia 21 de setembro custando $45.

Essa é uma pulseira projetada para quem está buscando ter uma vida com mais consciência e informações a respeito da sua saúde, principalmente durante e após atividades físicas.

Além disso, por conta do medidor da saturação de oxigênio, qualidade de sono, ciclo menstrual, estresse e exercícios aeróbicos, a pulseira na prática pode ser extremamente útil para qualquer um que queira ter mais informações rápidas sobre a própria saúde.

Para o display, ela conta com uma tela AMOLED de 1,1 polegadas com resolução de 126 x 294. Ele conta com uma bateria de 124mAh, capaz de prover 15 dias com apenas uma carga.

Jucyber
CEO da empresa TECNOAGE e principal autora no site. Youtuber há mais de 8 anos, com vasta experiência em tecnologia, nos seus diferentes ramos. Apaixonada por Deus, pela vida, pela família, pelo conhecimento e jogos eletrônicos.

You may also like

More in Games